Portal Terceira Idade
O Portal Terceira Idade está ficando de cara nova!

 
Facebook Twitter Youtube
See it in english Voyez-le en français Véalo en español ראה אותו עברית 日本語でそれを参照してください Siehe es auf deutsch
 
 
Notícias
Notícias
Notícias > Destaques
Terapia e aprendizado - Reflexão
“Não foram sessões de terapia, mas, sim, de aprendizado...”
Uma experiência para as pessoas buscarem inspiração
Fale com o colunista Redação do Portal Terceira Idade
Por Nelson Luiz Raspes, psicólogo, palestrante e colunista - CRP: 06/45.396-2
Uma experiência para as pessoas buscarem inspiração

“Se eu tenho que passar por isso, eu vou passar. Ninguém vai passar por mim. Vou enfrentar de cabeça erguida”, afirmava a paciente

Estava aqui pensando sobre qual assunto escreveria para as pessoas 60+ que ainda sofrem muitos preconceitos por parte da família e da sociedade, porém, em várias situações, são elas que nos dão uma enorme lição de vida!

Vou pedir licença aos queridos leitores para relatar uma experiência, dentre as várias que vivi profissionalmente, com uma paciente muito especial.

Mas antes, vou me apresentar. Meu nome é Nelson Luiz Raspes, sou psicólogo há quase 28 anos, tendo atuado em diversos setores da psicologia, dentre eles, em um hospital psiquiátrico por mais de 15 anos. Também sou palestrante e colunista.

A experiência a qual irei relatar foi de extremo aprendizado para mim, não só como profissional, mas, também, como pessoa. Eu sempre relato essa experiência para outros pacientes buscarem inspiração!

Uma lição de vida

Certa vez, recebi 11 mensagem de uma ex-paciente pedindo para que eu atendesse a sua mãe que estava passando por um processo de recuperação de um câncer e gostaria de fazer um trabalho não só psicoterápico, mas, também, terapêutico e de relaxamento. Marquei a consulta com a mãe de minha ex-paciente, que veio acompanhada com suas duas filhas.

Durante a conversa, elas foram falando o que a mãe veio passando com a questão do câncer, pois ela fez uma cirurgia no cérebro, do qual foi tirado um tumor e, segundo as filhas, ela estava enfrentando algumas dificuldades pessoais e emocionais por conta do quadro que ela estava apresentando.

Eu sempre digo que aquela não foi uma sessão de terapia, mas, sim, uma lição de vida grandiosa para mim.

A mãe, já com mais de 70 anos, estava muito calma, lúcida, extremamente articulada, bem humorada e bastante carinhosa e atenciosa. É claro que ela vinha apresentando sequelas, visto a gravidade da situação. Alguns esquecimentos, tomando medicação forte, estava em processo de quimioterapia e radioterapia, o que a debilitava bastante.

Relatou seus problemas familiares, emocionais, principalmente com o marido na relação com as filhas. Mas considerava-se bem casada. Por ser uma pessoa espiritualizada, fazia atividades em centros espíritas e era muito querida pelos amigos da vizinhança, bem como das pessoas do centro no qual trabalhava. Era também uma pessoa que gostava de ajudar a todos com seus aconselhamentos, sempre muito amorosa e ativa.

“Vou enfrentar de cabeça erguida...”

O momento maior veio quando ela se posicionou em relação à doença. E aí vieram os aprendizados...

Em nenhum momento ela se posicionava como vitima, é claro que a doença a abateu inicialmente, mas não se vitimizou. É muito comum as pessoas que desenvolvem um câncer terem medo de morrer, mas, no caso dela, não.

Ela trazia nas palavras uma segurança que nem as filhas tinham. “Se eu tenho que passar por isso, eu vou passar. Ninguém vai passar por mim. Vou enfrentar de cabeça erguida”, afirmava.

Confesso que fiquei muito emocionado. Mesmo ela tendo que enfrentar uma doença tão difícil, estava se fortalecendo para enfrentar o que tinha de ser enfrentado.

Fizemos várias sessões ao longo de alguns meses, tanto a psicoterapia, como a utilização de técnicas de relaxamento (Barras de Acces), e em todas as sessões ela se mostrava alegre, lúcida e em nenhum momento se entregando. Como eu disse, não foram sessões de terapia, mas, sim, de aprendizado.

Após um período de sessões, tivemos que interromper, visto que o quadro dela estava apresentando um agravamento. Quase um ano depois de ter encerrado o período de sessões, ela veio a falecer. Fui ao velório, onde as filhas, mesmo tristes, estavam bem, visto que ela deixou seu legado de alegria e força.

Você que leu este texto, qual é seu sentimento diante da postura desta senhora frente a vida? Envie seu comentário, ficarei muito grato em ler. Meu email: nelsonpsico@hotmail.com



Foto créditos: Book photo created by freepik - www.freepik.com
Empresa Amiga da 3ª Idade
Fran's Café - Estilo e arte de servir café!
Mais sobre o assunto na internet
Globo.com > Extra > Notícias > Saúde e Ciência
Apoio familiar e confiança no tratamento são pilares para vencer o câncer de mama
Não adianta trabalhar apenas o lado emocional do paciente. Aqueles que estão próximos também precisam de apoio
Mais sobre o assunto no Portal Terceira Idade
Saúde e Equilíbrio > Alimentação/Câncer
Alimentos podem ajudar na prevenção do câncer
Hábitos simples e saudáveis podem prevenir a doença e aumentar sua qualidade de vida
 


Destaques
 
O Portal Terceira Idade é representante oficial do INPEA no Brasil
ABG - Associação Brasileira de Gerontologia
Imovision: aqui, cinema não é indústria, é arte!
 
Portal Terceira Idade® é uma realização da Associação Cultural Cidadão Brasil ®
Entidade cultural de utilidade pública, sem fins lucrativos, fundada em 20 de Julho de 1984

2006-2020 - ©Todos os direitos reservados - Fotos: Divulgação
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Auika - Web & Graphic Design


Cidadão Brasil, Portal Terceira Idade, Empresa Amiga da Terceira Idade, #IdosoEuRespeito
e seus respectivos logotipos são marcas registradas da Associação Cultural Cidadão Brasil ®
Torne-se uma
Selo "Empresa Amiga da Terceira Idade - Responsabilidade Social"
O Portal Terceira Idade está ficando de cara nova!
Facebook Twitter Youtube